Publicado: 12/05/2020 às 11:05
Por: COMUNICAÇÃO CBTP | Categoria: NOTÍCIAS CBTP

CBTP trabalha e se movimenta a favor de todos os CAC’s.

A Confederação Brasileira de Tiro Prático (CBTP), atendendo as diversas solicitações de nossos atletas, está trabalhando para que todas as declarações/informações equivocadas a respeito de todos os CAC’S sejam devidamente esclarecidas e retratadas.

No último dia 24/04/2020 o Sr. Ricardo Sennes, em uma participação do Jornal da Cultura (TV Cultura) afirmou que os CAC’s eram traficantes de arma com a seguinte declaração:

(SIC) “Ele – o Presidente Bolsonaro – é um cara que o histórico dele era de relação com Miliciano com craras (inaudível) da área de armamento que ele chama de colecionador. É traficante de arma tá certo. E as pessoas se assuntam quando veem que ele tem esse tipo de comportamento”.

Diante dessa declaração a CBTP publicou uma nota de repudio em nosso site e a mesma nota foi protocolada, em forma de oficio, não somente para o Próprio Sr. Ricardo Sennes e para o Jornal da Cultura, quanto para a DFPC e o próprio Presidente Bolsonaro.

OFICIO AO SR. RICARDO SENNES

OFICIO AO JORNAL DA CULTURA – TV CULTURA

Oficio resposta TV Cultura

OFICIO A DFPC

OFICIO AO PRESIDENTE BOLSONARO

Ofício resposta do Presidente Bolsonaro

Tais medidas vêm de encontro com o propósito da CBTP: Difundir e Qualificar o esporte no país. A diretoria da CBTP entende que, tais declarações demonstram o quanto determinados “especialistas” são ignorantes, no sentido de não conhecerem o ESPORTE de TIRO no país e toda o processo por qual passam esses atletas.

Além desse sr. Ricardo Sennes, outra prova de completa ignorância a respeito do esporte e nesse caso, muito mais grave tendo em vista o impacto que isso pode causar, foi demonstrada pela Procuradora da República, Sra. Raquel Branquinho. Ao questionar a revogação das portarias do COLOG nº 46, 60 E 61 pelo Presidente Bolsonaro, a Procuradora afirma que “a ausência de controle de rastreabilidade e de identificação das armas sob a finalidade de atividades esportivas e de colecionador, em determinadas situações, escondem verdadeiras organizações criminosas que praticam o contrabando de armamentos e munições e bastecem milícias e outras facções criminosas.”

OFICIO PROTOCOLADO PELA SRA. Raquel Branquinho

A CBTP entende que, como representante máxima do esporte de Tiro Prático no país, cabe a nós auxiliarmos no entendimento do que vive o atleta Brasileiro que resolve se dedicar ao Tiro. Todos os atletas passam por diversos processos de rastreabilidade como o SIGMA, o CRAF, as inúmeras vistorias e os diversos mecanismos que já existem a muitos anos e possuem a finalidade de justamente, rastrear para onde vão todas as armas e munições que utilizamos. Essas como diversas outras informações equivocadas a respeito do nosso esporte só contribuem para a dificuldade da disseminação do nosso esporte.  O resultado é um país que possui uma das mais severas e rigorosas legislações sobre armas e munições no mundo.

Com relação a isso, a CBTP vem trabalhando para que sejam retratadas tais declarações. Todas as decisões e atitudes serão devidamente divulgadas em nosso site para que nossos atletas tenham conhecimento e nos ajude a divulgar o esporte como ele realmente é: Seguro, emocionante e que conta com a participação de famílias inteiras. Desde os mais novos (nossos super Juniors) até os grandes veteranos (super sênior).

O Tiro é um esporte. Não somos e nem facilitamos absolutamente nada para bandidos. Respeitem o Tiro Prático.

Respeitem nossa história.

Respeitem e conheçam nosso Esporte!!!

Compartilhe: