Publicado: 10/07/2020 às 16:07
Por: COMUNICAÇÃO CBTP | Categoria: Boletim COVID19

Boletim CBTP Covid 19 – 10 de julho de 2020.

Após o registro de 1.768.970 casos confirmados do novo coronavírus no Brasil, com 69.406 óbitos e 1.185.596 pessoas recuperadas, em algumas regiões os casos começam a diminuir.

Os números atuais mostram que o Brasil atingiu um platô, ou seja, a estabilidade na maioria dos estados.

Onze estados se estabilizaram, são eles: São Paulo, Amazonas, Roraima, Tocantins, Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco e Sergipe.

Cinco contabilizam quedas nos números de novas mortes, os estados são: Espirito Santo, Rio de Janeiro, Acre, Amapá e Pará.

Enquanto nove estados apresentam crescimento, que são: Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Minas Gerais, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí e Rio Grande do Norte.

No mundo os casos confirmados já ultrapassam os 12 milhões de contaminados, com mais de sete milhões de pessoas recuperadas e 559.696 mortes. Os Estados Unidos, país mais afetado, registra mais de três milhões e duzentos mil casos confirmados de Covid 19 enquanto na Índia, que ocupa o terceiro lugar em números de contaminações e óbitos, os casos continuam subindo e já ultrapassam os 820 mil casos com 22 mil mortes.

O Ministério da Saúde faz um alerta em relação ao Coronavírus e o Tabagismo. O cigarro além de proporcionar câncer, compromete o sistema respiratório do fumante, provocando: redução da capacidade pulmonar; asma; enfisema pulmonar; bronquite crônica; doença pulmonar obstrutiva (DPOC); e maior frequência a infecções (sinusites, traqueobronquites, pneumonias e tuberculoses). Além de todos esses problemas o contato constante das mãos na boca aumenta e muito as chances de o fumante desenvolver os sintomas mais graves da Covid19, como dificuldade respiratória e insuficiência respiratória.

No Brasil o Sistema Único de Saúde (SUS) oferta tratamento gratuito contra o tabagismo no Programa Nacional de Controle do Tabagismo, se informe.

Para o Covid19, as recomendações continuam as mesmas: evitar aglomerações, lavar sempre as mãos com água e sabão ou álcool em gel, e usar máscaras em locais públicos.

Foto: Juan Barreto

Compartilhe: